20130319 bar 1 bar 2 (1)
Basta passar o olhar pelas fotos do Bar 1 Bar 2 para se impressionar. A decoração do lugar é resultado da soma de sustentabilidade, criatividade, bom gosto e natureza. A Tellini Vontobel Arquitetura, que assina o espaço, reaproveitou as ruínas do antigo Rocky Point para reestruturar o bar, que fica isolado em meio à natureza da praia de Atlântida, no Rio Grande do Sul. Inspirado nos “Ruin Bars” de Budapeste, o bar é dividido em dois ambientes, por isso o nome.
20130319 bar 1 bar 2 (2)

O Bar 1, com 400 metros quadrados, está à beira  de um lago tomado por velas flutuantes, com vários decks. É no espaço que acontecem os shows e as mostras culturais. Ao invés das tradicionais mesas e cadeiras, pallets coloridos estão espalhados pelo chão de concreto para os visitantes ficarem bem à vontade.

O Bar 2  tem um clima resto lounge, um espaço mais requintado para jantar e bebericar. Os móveis foram garimpados em briques e são de cores e formatos diferentes, seguindo a linha de reaproveitamento de materiais.

20130319 bar 1 bar 2 (3)20130319 bar 1 bar 2 (4)20130319 bar 1 bar 2 (6)

Comum em lofts, a decoração industrial surgiu na metade da década de 1950 nos lofts de Nova York. Nos últimos anos, vem se tornando tendência no Brasil.
Vigas, fiações expostas, cimento queimado, paredes de tijolos aparentes, peças em metal, ferro e madeira, dando a ilusão de superfícies ásperas e inacabadas são as dicas pra seguir quando a intenção é criar um espaço nesse estilo.
As cores predominantes são frias, como o preto, o branco e o cinza. Por isso é simpático utilizar móveis antigos e coloridos, oferecendo toques de cor peculiares. Peças pequenas harmonizam melhor com a ideia de manter a amplitude do ambiente.
Quem leva um estilo de vida descolado, pode apostar nesta decoração.

A engenhosa dupla suíço-americana Sabina Lang e Daniel Baumann atua em parceria há 23 anos. Eles já realizaram instalações, pinturas, intervenções públicas, entre outros. Suas instalações se sobressaem no meio da arquitetura e do design. É como se eles invadissem obras e construções já existentes com suas obras, que desafiam a arte surreal.

Esta obra da foto faz parte de uma série de instalações denominada Beautiful Steps. Inspirados nas gravuras do holandês M. C. Escher, eles projetam escadas que acabam ou começam em pontos inacessíveis. Na página da dupla tem mais projetos incríveis. www.langbaumann.com

Fonte