04
Hoje, 22 de abril, é o Dia da Terra. Inspirados na data, vamos ter um papo sustentável. A cada dia, mais pessoas buscam por práticas mais sustentáveis e hábitos alimentares saudáveis. Por outro lado, nossas moradias têm cada vez menos espaço. Para os que não abrem mão de produtos naturais e fazem questão de plantar, ao menos, seus próprios temperos, trazemos uma dica simples e detalhadas para que você possa ter uma hortinha dentro de casa.

O Dia da Terra foi criado no dia 22 de Abril de 1970. Sua finalidade é criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

07

As hortas compactas facilitam o dia a dia de quem não tem espaço, além de deixar o ambiente mais charmosos. Para facilitar, apresentamos o infográfico que segue abaixo, produzido pela Kamila Padoan, do blog Gourmonamour. Ele traz informações intuitivas e descomplicadas sobre como plantar hortas em vasos. Mãos à horta! ;)

05 tutorial

 

post horta

Algumas dicas importantes:

→ Cuidado para não encharcar as plantas. Coloque o dedo na terra para verificar, se ela estiver úmida, não é necessário regar. Folhas murchas significam falta de água.
→ Melhores horários para regar as plantas: início da manhã ou final da tarde, o calor evapora a água, não deixando chegar até as raízes.
→ Terra muito endurecida pode ser falta de água ou de nutrientes. Quando sentir que a planta está precisando, adube a terra sem exageros.
→ Pode acontecer de algumas plantas se desenvolverem menos, quando acontecer, retire-as liberando espaço para as demais.
→ Controle a invasão de ervas daninhas, elas competirão por luz, água e nutrientes com as suas plantinhas.
→ Algumas hortaliças necessitam de suporte de estacas para ficarem firmes e em pé.

Fonte

“Com um lindo salto
Leve e seguro
O gato passa
Do chão ao muro
Logo mudando
De opinião
Passa de novo
Do muro ao chão”

O trecho do poema de Vinícius de Moraes deixa claro o que os donos de gatos já sabem: eles adoram lugares altos e saltos arriscados. Há dois anos, Eliza e Tiffany compraram sua primeira casa e uma amiga resolveu presenteá-las. A surpresa da amiga foi montar um lar planejado para os 7 gatos que morariam com elas.

Chamada carinhosamente de “catification”, a empreitada soma bom gosto, desgin e um vasto conhecimento em gatos. Em três meses de obras, o resultado é uma convivência digna com os bichanos.

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

 

Fonte

É melhor começar a esticar o pescoço quando entrar em algum lugar turístico ou histórico. A arquitetura de muitos edifícios reserva muita arte e história no alto das construções. A seguir, destacamos dez delas.

1. Castelo de Sammezzano, Leccio, Itália
01 Castelo de Sammezzano, Leccio, Itália

Neste palácio abandonado em Florença, o pavão e outras formas de vida exóticas serviram de inspiração para a decoração.  Inspirado no oriente, mesmo sem conhecê-lo, o arquiteto e político italiano Ferdinando Panciatichi Ximenes d’Aragona, imaginou um mundo de formas e cores requintadas e altamente exóticas que traduziu em Leccio entre 1843 e 1889. Durante o século 20 hospedou muitas pessoas, mas hoje está em desuso.

2. Catedral de Ely, Grã-Bretanha
02 Catedral de Ely, Grã-Bretanha

Datada de 1334, a catedral é um deslumbrante exemplo da arquitetura medieval. Construída pelo carpinteiro real William Hurley, a claraboia com vigas de madeira que se suspende sobre a torre central da Catedral de Ely é um dos maiores feitos da engenharia estrutural medieval.

3. Estação de metrô Solna Centrum, Estocolmo, Suécia
03 Estação de metrô Solna Centrum, Estocolmo, Suécia

A estação de metrô da Linha Azul, em Estocolmo, foi instalada ali em 1975. Os artistas Anders Åberg e Karl-Olov Björk pintaram com um vermelho vibrante o alicerce rochoso exposto do átrio subterrâneo da estação, causando a impressão de estar em uma mítica caverna de um feiticeiro.

4. Grand Central Station, Nova York, EUA
04 Grand Central Station, Nova York, EUA

Os inúmeros cigarros queimados por gerações e gerações de passageiros que transitaram pelo saguão da Grand Central, escondeu durante décadas, o teto de zodíaco. Pintado pelo artista francês Paul César Helleu e pelo americano Charles Basing, a arte se baseia em mapas astronômicos medievais. Os signos foram desenhados em folha de ouro contra um fundo azul-esverdeado que evoca os céus noturnos do inverno da Grécia e do sul da Itália. A limpeza e restauração da obra ocorreu em 1998.

5. Mesquita do Xá, Isfahan, Irã
05 Mesquita do Xá, Isfahan, Irã

Em 1598, como o único material de construção disponível imediatamente em Isfahan eram tijolos de barro cozido, os engenheiros temiam que a estética das novas obras ficaria comprometida. Recorrendo a novas técnicas para aplicar mosaicos coloridos, eles puderam fazer maravilhosas decorações – executada à perfeição na Mesquita do Xá (1612-1638).

6. Clube de Golfe Nine Bridges, Yeoju-gun, Coreia do Sul
06 Clube de Golfe Nine Bridges, Yeoju-gun, Coreia do Sul
Colunas e vigas da ‘casca’ deste clube coreano foram cortadas a laser para economizar material
Projetado por Shigeru Ban, arquiteto japonês famoso por uma nova geração de construções em papel e papelão, este clube de campo inaugurado em 2010 exibe um elegante lobby.

7. Centro Heydar Aliyev, Baku, Azerbaijão

07 Centro Heydar Aliyev, Baku, Azerbaijão

O chão, as paredes e o teto do curvilíneo auditório deste centro cultural, em Baku, formam um conjunto em que as emendas simplesmente desaparecem. Inaugurado em 2012, apresenta um efeito é mágico impressionante. A complexa cobertura do auditório, feita em lâminas de carvalho, está aplicada sobre uma estrutura de aço.

8. Igreja de São Pantaleão, Veneza, Itália

08 Igreja de São Pantaleão, Veneza, Itália

Uma estonteante pintura a óleo do fim do século 17 cobre 443 metros quadrados do teto desta igreja em Veneza, dando a impressão de continuar a arquitetura através de arcadas e de um coro de anjos alados que atravessam o céu dourado até chegarem ao Paraíso. A pintura ilusionista é obra de Gian Antonio Fumiani (1645-1710).

9. Sala da Oração pelas Boas Colheitas, Templo do Céu, Pequim, China

09 Sala da Oração pelas Boas Colheitas, Templo do Céu, Pequim, China

O Templo do Céu é um vasto complexo de edifícios religiosos construídos durante o reinado do imperador Yongle (nascido Zhu Di), da Dinastia Ming. Concluída em 1420, a Sala da Oração, com seus três terraços, evoca e representa as horas, dias, meses e estações do ano em uma arquitetura de geometria precisa e com elementos de madeira que culminam em um domo.

10. Igreja de St. Stephen Walbrook, Londres, Grã-Bretanha

10 Igreja de St. Stephen Walbrook, Londres, Grã-Bretanha

Vista a partir das estreitas ruelas da City, em Londres, a igreja de St. Stephen Walbrook parece ser uma estrutura bastante modesta. Mas internamente, a igreja mostra ser uma das maravilhas arquitetônicas da Europa do fim do século 17. Seu magnífico domo abobadado é sustentado por oito colunas corintianas e oito arcos pontuados por janelas.

Fonte