Arquivo mensais:agosto 2016

01

Quando o assunto é arquitetura, os emirados árabes gostam de mostrar sua valorização estética. É de lá a construtora Kleindienst que apresenta os luxuosos iates flutuantes batizados de “cavalo-marinho”. São cerca de 40 unidades aquáticas já em fase de produção, com previsão de entrega em outubro deste ano.

02

 

As acomodações peculiares podem ser customizadas, colocando as áreas ao ar livre sobre o nível do mar ou superior, e elegendo acabamentos diversos para concluí-lo. Cada iate pode ser dividido em até três andares, com automação de uma casa inteligente. São compostos por sala de estar, sala de jantar, cozinha, mini bar, jacuzzi e quartos que podem ser adaptados ao gosto do comprador.

03

O grand finale é o andar submerso, onde as duas suítes têm vista para o fundo do mar com direito a jardim acoplado e também há um quarto no andar superior com vista para as estrelas. Vai ser difícil escolher onde passar a noite.

04

Acompanhar os Jogos Olímpicos, especialmente para que conseguiu estar presenta em alguma torcida, enaltece não somente o espírito esportivo, mas também agrada os olhar de quem aprecia arquitetura. Estádios e arenas que foram construídos para a edição carioca dos jogos.

01 Vista aérea do Parque Olímpico - Yasuyoshi Chiba - AFP
Vista aérea do Parque Olímpico (Yasuyoshi Chiba/AFP)

Para evitar a subutilização destes empreendimentos, algumas das arenas e estádios foram construídos com o conceito de arquitetura nômade, ou seja, que possa ser transportada para outro lugar assim que o evento deixar o país. A Arena do Futuro e o Estádio Aquático são dois exemplos dessa edição, o projeto do primeiro prevê que depois do fim dos Jogos Olímpicos, a estrutura seja desmontada e utilizada para a construção de quatro escolas municipais.

02 Arena do Futuro, no Parque Olímpic
Arena do Futuro, no Parque Olímpico – (Rio 2016/Divulgação)
A Arena do Futuro está sendo palco das partidas de handebol e Golbol, nas paraolimpíadas, ocupa mais de 35 mil metros quadrados no Parque Olímpico, construído na Barra da Tijuca. Seu telhado é feito de vigas metálicas e telhas e a sua estrutura modular metálica é o segredo que permite a adaptação das peças em diferentes situações e posterior desmontagem.

03 Arquitetura Nômade da Arena do Futuro
Arquitetura Nômade da Arena do Futuro (Foto: Rio 2016/Alex Ferro)
Também no Parque Olímpico acontecem as provas de piscinas, natação e polo aquático. O estádio Aquático foi revestido com uma reprodução da obra Celacanto da artista plástica Adriana Varejão. Após os jogos esta estrutura também será desmontada.

04
Entrada do Estádio Aquático (Rio 2016/Divulgação)
05 Interior do Estádio Aquático
Interior do Estádio Aquático (Rio 2016/Divulgação)
O Complexo Esportivo de Deodoro também abriga algumas arenas construídas para receber esportes como o hipismo, o tiro esportivo e o hóquei sobre a grama. O Centro Olímpico de Tiro já havia recebido partidas durante os jogos Pan Americanos e foi ampliado para receber o público das Olimpíadas, três vezes maior.

06 Centro Olímpico de Tiro – Foto - Leonardo Finotti

Centro Olímpico de Tiro – Foto/Imagem: Leonardo Finotti
07 Arena da Juventude no Parque Olímpico de Deodoro Foto - Leonardo Finotti
Arena da Juventude no Parque Olímpico de Deodoro Foto/Imagem: Leonardo Finotti
08 Arenas Cariocas – Foto - J. P. ENGELBRECHT
Arenas Cariocas – (Foto: J. P. ENGELBRECHT/Prefeitura do Rio)
As chamadas Arenas Cariocas formam no Parque Olímpico da Barra a maior instalação do local e foram planejadas pensando na economia de energia, tanto na captação de luz, quanto na ventilação do espaço. Durante os jogos, porém, o uso do ar condicionado é um exigência do COI, uma das arenas vai continuar com a função de ginásio poliesportivo depois do término dos Jogos. Os outros dois espaços vão virar um centro de treinamento para atletas de alto rendimento.

Encerramento

A cerimônia de encerramento das Olimpíadas 2016 acontece neste domingo, 21 de agosto de 2016, no estádio do Estádio do Maracanã. Assim como a festa de abertura, a cerimônia de encerramento dos jogos olímpicos também será dirigida por Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddginton e vai repetir o espírito ecológico da festa que marcou o início do evento.

Fonte

Este loft em Paris é um projeto inspirador no sentido de ocupar espaços existentes. Realizado pelo arquiteto francês Maxime Jansens, o ambiente de 130 metros quadrados, abrigava uma antiga loja de artesanato.

01

Jansens compreendeu a necessidade e o desejo de seus clientes em viver em um espaço aberto e plano, assim reduziu os compartimentos do espaço.

02

O mobiliário é mínimo, com um aspecto muito cru. Trabalhando com um orçamento relativamente pequeno, Maxime Jansens conseguiu capitalizar e oferecer a um antigo espaço uma nova vida com uma casa confortável para uma família jovem.

03 04Fonte

 

 

A decoração do lavabo não costuma ser prioridade quando ornamentamos a casa. Mas o espaço também merece atenção. Ele pode funcionar como um cartão de visita da casa quando se recebe alguém. Para evitar erros, que podem prejudicar a circulação e conferir aspecto ainda menor, alguns itens que merecem atenção na hora de decorar.

Espelho
Espelhos têm a função de decorar e ainda dar sensação de amplitude.

01 Espelho

 

Cores
Lidar com cores neutras é mais fácil e minimiza chances de erros. Mas, se quiser usar cor forte e chamativa no lavabo, pode até ser em todas as paredes, desde que não fique carregado e combine com a personalidade dos moradores, porque é uma proposta mais ousada.
02 Cores

Revestimentos

Que tal incrementar o lavabo com revestimentos nas paredes? A lista de possibilidades é grande e conta com papel de parede, tecido, textura, pastilha e pedra.
03 pedras 03 revestimentos 03 revestimentos OK

Plantas

Plantas são sempre bem-vindas na decoração. Conferem tranquilidade e frescor, além de emprestar aos ambientes a beleza das cores e dos formatos de suas folhas e flores. Portanto, aposte nelas no lavabo.
04 plantas 02 04 plantas